Brasil tem recordes de exportações, superávit e corrente de comércio em maio

Facebook Twitter

Brasil tem recordes de exportações, superávit e corrente de comércio em maio

O Brasil registrou recordes para o mês nos números de exportações, superávit e corrente de comércio em maio. As importações – mesmo sem superar marcas históricas para o mês – também registraram alta expressiva. Os resultados refletem, em parte, a recuperação da economia nacional e dos principais parceiros comerciais do Brasil, na avaliação da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Economia, que divulgou os dados nessa terça-feira (1).

A exportação no mês de maio foi de US$ 26,9 bilhões, valor recorde para o mês, com crescimento de 46,5% em relação a maio do ano passado. O último recorde foi registrado em maio de 2012, com US$ 23,1 bilhões. A importação também teve crescimento significativo, atingindo US$ 17,7 bilhões, com alta de 57,4%, mas ainda sem alcançar a máxima histórica de US$ 21 bilhões, em maio de 2013.

Dessa forma, o saldo comercial também bateu recorde para meses de maio, com US$ 9,3 bilhões, subindo 29,4% e superando a máxima anterior, de US$ 6,8 bilhões em maio do ano passado. Com esses valores, a corrente de comércio – soma das exportações e importações – foi recorde no mês, subindo 50,6% e chegando a US$ 44,6 bilhões, superando o máximo anterior, também de 2012, com US$ 43,6 bilhões.

O total exportado apresenta aumento de 38,5% nos preços. “Essa tem sido a tônica do ano. Temos um crescimento das vendas externas, motivado tanto pelo aumento dos volumes quanto pelos preços, mas, principalmente pelo aquecimento dos preços internacionais dos produtos vendidos pelo Brasil”, observou o subsecretário de Inteligência e Estatísticas de Comércio Exterior, Herlon Brandão.

Ele explicou que o crescimento da exportação no mês foi impulsionado por um forte aumento de vendas externas das três categorias de produtos – Agropecuária (+43%), Indústria Extrativa (+85,8%) e Indústria de Transformação (+34,6%) – em relação a maio do ano passado.

Compartilhe e faça seu comentário