Strict Standards: Declaration of Noticia::uploadFoto() should be compatible with Signoweb::uploadFoto(&$file, $tabelaDiferente = '') in /home/jornalitoralcom/jornaldolitoral.net/admin/public/classes/Noticia.php on line 4

Strict Standards: Declaration of Comentario::listar() should be compatible with Signoweb::listar($limit = false, $campos = false) in /home/jornalitoralcom/jornaldolitoral.net/admin/public/classes/Comentario.php on line 42

Strict Standards: Declaration of Publicidade::uploadFoto() should be compatible with Signoweb::uploadFoto(&$file, $tabelaDiferente = '') in /home/jornalitoralcom/jornaldolitoral.net/admin/public/classes/Publicidade.php on line 157
JDL anuncie

ELEIÇÃO 2020 = Propaganda eleitoral gratuita começa a ser veiculada em rádio e TV

Facebook Twitter

Imagem ilustrativa disponível na internet

ELEIÇÃO 2020 = Propaganda eleitoral gratuita começa a ser veiculada em rádio e TV

Na rádio, as primeiras inserções já foram ao ar entre as 7h e 7h10

  •  


A propaganda eleitoral gratuita em rádio e televisão dos candidatos que concorrem nas eleições municipais deste ano começou nesta sexta-feira (09/10) e segue até 12 de novembro.

As inserções em bloco, que desde 2016 são exclusivas para candidatos a prefeito, ocorrem de segunda-feira a sábado. Na rádio, as primeiras inserções já foram ao ar entre as 7h e 7h10, e novas inserções ocorrem entre 12h e 12h10. 

Na televisão, os programas serão veiculados entre 13h e 13h10 e das 20h30 às 20h40.

Além dos blocos, as emissoras são obrigadas a reservar 70 minutos diários para a inserções de 30 a 60 segundos ao longo da programação, sempre entre as 5h e as 0h. 

Desse tempo, 42 minutos são para propaganda de candidatos a prefeito e 28 minutos para candidatos a vereador.

Do total de tempo da propaganda eleitoral gratuita em rádio e TV, 90% é dividido entre os candidatos de modo proporcional à representatividade de seus partidos na Câmara dos Deputados. Apenas 10% é dividido igualmente entre os candidatos.

Pelas normas do Tribunal Superior Eleitoral, os candidatos e partidos são obrigados a colocar nas propagandas legenda oculta, janela com intérprete de Libras e audiodescrição, entre outros recursos.

São vedadas peças que possam degradar ou ridicularizar candidatos. Caberá à Justiça Eleitoral julgar os casos de violação a essa regra. 

Caso condenado, o candidato pode perder tempo de propaganda eleitoral gratuita. Também não é permitida nenhuma propaganda paga em rádio e TV.

Jornal do Litoral

Compartilhe e faça seu comentário