JDL anuncie

Desemprego, saúde e transporte são os principais problemas de São Sebastião

Facebook Twitter

Desemprego, saúde e transporte são os principais problemas de São Sebastião

Pesquisa realizada pelo Instituto Data Alpha, registrada no TSE sob nº SP-08699/2020, contratada pelo Jornal do Litoral neste mês de julho, apontou que para a população sebastianense Desemprego, Saúde, Transporte, Políticos, Educação e Corrupção são os principais problemas do município e podem pautar o debate nas eleições deste ano. A pesquisa foi realizada entre os dias 6 e 7 de julho nos principais bairros das três regiões que compõe o município Costa Norte, Área Central e Costa Sul.

Foram ouvidos 408 eleitores da cidade do município, acima de 16 anos, e o perfil da amostra respeitou as cotas de sexo, idade e bairro, renda familiar, escolaridade, conforme dados do Censo IBGE 2010 (último realizado oficialmente), sinopse por setores. O nível de confiança é de 95% e a margem de erro de até 4,8%.

Na edição impressa do Jornal do Litoral, do dia 11 de julho, foram publicados os resultados de intenção de voto e rejeição espontânea, e intenção de voto e rejeição estimulada com dois discos com nomes dos pré-candidatos a prefeito até aquele momento. A pesquisa estimulada teve dois discos tendo em vista que o MDB possui dois pré-candidatos a prefeito no momento, o vereador Gleivison Gaspar e o ex-prefeito Juan Garcia. Depois de divulgada a pesquisa o ex-prefeito Ernane Primazzi divulgou em sua rede social que também é pré-candidato a prefeito nestas eleições pelo PSC.

Ao ser perguntado sobre qual o principal problema de São Sebastião, para 17% dos eleitores é o Desemprego; para 14% a Saúde é o principal problema; 12% acha que é o Transporte; para 6% os Políticos são os principais problemas do município; 5% a Educação e 5% a Corrupção.

Quando a pergunta se refere ao que o eleitor entende como principal problema de seu bairro, a Segurança e Transporte lideram com 12% cada, seguida de Esgoto/Saneamento com 9%, Saúde com 8%, Desemprego com 7% e Alagamentos com 6%. Como o município tem uma grande extensão territorial, é fácil entender o surgimento de temas como Esgoto/Saneamento e Alagamentos, pois retratam problemas frequentes, mas de uma determinada região ou bairro.

Avaliação

A avaliação do eleitor para o prefeito Felipe Augusto também foi medida na pesquisa. De acordo com as respostas, 6% avaliam como Ótima, 30% como Boa, 45% acha regular, 12% como Ruim e 7% consideram Péssima. A pesquisa retrata o momento e a sensação do eleitor naquele período, e de acordo com o resultado geral, pode-se dizer que a Administração do prefeito Felipe Augusto foi bem avaliada pelo eleitor sebastianense com 36% de ótimo e bom e 19% de ruim e péssima, excluindo-se o regular que pode migrar parte para positiva e parte para negativa numa futura pesquisa, pois são eleitores que ainda não têm um juízo de valor definido.


Já em relação à Câmara de Vereadores, o eleitor sebastianense tem uma avaliação diferente. Para 4% dos entrevistados é Ótima, 16% boa, 49% Regular, 20% Ruim e 11% Péssima. Excluindo-se o regular que pode variar tanto para positivo como para negativo numa futura pesquisa, pode-se dizer que a Câmara tem uma avaliação negativa pelo eleitor com 31% de ruim e péssimo e 20% de ótimo e bom.


Confira os outros gráficos:




Jornal do Litoral

Compartilhe e faça seu comentário