JDL anuncie

São Sebastião - Prefeitura cria banco de dados com cadastro de moradores em áreas de risco no Itatinga

Facebook Twitter

PMSS

São Sebastião - Prefeitura cria banco de dados com cadastro de moradores em áreas de risco no Itatinga

A Prefeitura realiza nesta quarta-feira (29/7), cadastramento de moradores de duas áreas classificadas de risco no bairro do Itatinga, região central da cidade.
 



Em ação conjunta, as equipes da Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária (SEHAB), e Secretaria de Segurança Urbana (SEGUR), através da Defesa Civil, colherão informações dos moradores da Travessa Antonio Tenório dos Santos e da Rua Karen Riella Marmo, a fim de criar um banco de dados das famílias residentes nesses locais.

Já foram registrados, no início do ano, movimentos de rastejo nos morros que ficam nas duas ruas e que preocupam a Defesa Civil.

O chefe operacional da Defesa Civil, Wagner Barroso, conta que serão coletados dados como número de crianças e idosos em cada casa, se há pessoas com deficiência nessas áreas de risco, número de pessoas por família, entre outros.

“Serão preenchidos formulários com todas as informações dos moradores, para elaborarmos junto com outros órgãos da Prefeitura uma situação melhor de remoção e abrigo, caso necessário, em períodos contínuos de chuva forte”, destacou.

De acordo com Wagner Barroso, essa ação é parte de um trabalho preventivo da Defesa Civil de São Sebastião. Além de atender pedido do Instituto Geológico (IG).

“O IG pediu que o município se prepare para uma possível remoção caso haja necessidade. Estamos nos precavendo, trabalhando sempre com planejamento”, comentou Barroso.

As pessoas também ficarão cadastradas para uma possível regularização fundiária da área, caso os riscos no local sejam mitigados através de ações preventivas e medidas estruturais.

Segundo a secretária de Habitação e Regularização Fundiária, Mirela Cristina Ramos do Rego Vieira, o formulário para o cadastramento fora desenvolvido visando atender as demandas da defesa civil, do social e as habitacionais.


Jornal do Litoral

Compartilhe e faça seu comentário