Secretaria de Esportes e Lazer de Ubatuba avalia impacto dos eventos em 2019

Facebook Twitter

PMU

Secretaria de Esportes e Lazer de Ubatuba avalia impacto dos eventos em 2019

O ano de 2019 foi recheado de eventos esportivos em Ubatuba.



Com o apoio direto ou indireto da secretaria de Esportes e Lazer do Município, foram realizados 56 eventos que, segundo à pasta, resultaram num impacto positivo em vários aspectos.

Uma das ferramentas em que o secretário José Alberto Jacob se baseou para promover a avaliação foi o diagnóstico resultante do Observatório do Turismo – um núcleo de Estudos e Pesquisas da Secretaria Municipal de Turismo que levanta e analisa, por meio de aplicação de pesquisa em campo, o comportamento do turista em nossa cidade, colhendo informações que possam contribuir para que sejam propostas Políticas Públicas que visam o aprimoramento e desenvolvimento do setor turístico, tornando o destino cada dia melhor para seus visitantes e moradores.

Com base no Observatório gerado na última etapa do Desafio 28 Praias, que aconteceu no mês de setembro, estima-se uma média de pessoas envolvidas em iniciativas esportivas, com uma variação de 300 a 3 mil visitantes entre atletas, familiares e staffs.

“Levando em conta que a grande maioria dos eventos reúne mais de mil pessoas, se considerarmos uma média de 1500 pessoas na cidade, teremos 86 mil pessoas envolvidas.

E, ainda, se tomarmos como base a média de gastos calculada pela pesquisa, de R$ 187 reais por dia, o resultado ultrapassa os R$16 milhões de reais revertidos diretamente aos estabelecimentos da cidade”, explicou Jacob.

O cálculo ainda identificou uma estimativa de 44% de ocupação de hospedagens regulamentadas (hostels, hotéis e pousadas), ocupando 37.840 leitos.

“São dados de extrema relevância, que justificam e exaltam a importância de todo apoio e suporte recebidos pela secretaria, mesmo com limitado recurso financeiro, mas que fomenta de forma substancial o Turismo e fortalece economicamente nosso município”, acrescentou o secretário.


Desafio 28 Praias
A primeira etapa do Desafio 28 praias 2019, realizada em abril deste ano, na costa Sul de Ubatuba, resultou em bons frutos. Com a inscrição solidária, foram arrecadados cerca de 1500 quilos de alimento não perecíveis, entregues para a secretaria de Assistência Social.

Metade das doações foram disponibilizadas para a Aldeia Indígena Renascer, localizada na região sul de Ubatuba, e a outra parte integrou kits elaborados para o atendimento das demandas conforme triagem da secretaria.

Segundo a equipe responsável pela prova, a organização da prova insiste nas ações de cunho social no município, multiplicando assim boas atitudes.

Além da arrecadação de alimentos, os responsáveis pelo Desafio 28 Praias investem na contratação de staffs locais das regiões em que a corrida ocorre, como uma ação que visa fomentar à geração de renda para as comunidades tradicionais.

Durante a prova, foi implantado pela empresa de consultoria um Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PGIRS), em que estavam previstas ações de segregação, armazenamento temporário e destino final adequado do material descartado.

Foram segregados cerca de 870 kg de resíduos, sendo que desse total, 670 kg foram classificados como recicláveis e 200 kg como orgânicos. Desde a primeira edição até agora, já foram recolhidas quase 9 toneladas de resíduos recicláveis e orgânicos.

Não houve registro de nenhum descarte que atingiu a água – caso alguma situação fosse registrada, implicaria na desclassificação de seu autor da corrida, conforme previsto no regulamento. Conclui-se que a avaliação de Impacto Ambiental obteve êxito em sua aplicação e as ações foram executadas conforme planejadas.

Além disso, é feita a distribuição de sementes aos atletas para que sejam espalhadas durante a prova. A organização compromete-se em continuar com as ações socioambientais por entender que esse é o caminho para um desenvolvimento sustentável da cidade de Ubatuba.


UB 515
Além do tradicional UB 515 e do Ohana Kahi 155 km, a organização decidiu ampliar as provas realizadas no município e promoveu, em setembro, uma edição-teste de 127,5 km do Ohana Kahi – um triathlon formado por um percurso de 2,5 quilômetros de natação, 100 quilômetros de ciclismo e 25 quilômetros de corrida.

A prova teve largada na praia do Perequê-Açu – em frente ao terminal turístico – e contou com a participação de seis atletas representantes da cidade.

Outra novidade em 2019, é que o evento UB 515, que tinha largada em Ubatuba e encerramento no Rio de Janeiro, também foi finalizada em Ubatuba.

Mudamos o percurso da corrida e trouxemos a finalização para cá, a fim de aproveitar as belezas naturais e a segurança que a cidade oferece”, explicou um dos diretores da prova, Alexandre Luna Freire.


Desempenho nos regionais
Em 2019, a delegação de Ubatuba foi composta por 243 atletas e 15 membros da equipe técnica, disputando 30 modalidades.

Além das boas colocações, a secretaria valoriza o desenvolvimento de cada um como esportista, pois todos os competidores são ‘prata da casa’ e o investimento é muito menor do que outras cidades da região.

Este ano, a “Capital do Surfe” ficou em 9º lugar na classificação geral, com destaque para os pódios nas seguintes modalidades: 2º lugar na Ginástica Rítmica, 2º lugar no tênis feminino, 3º lugar no ciclismo feminino, 3º lugar no vôlei de praia masculino, 3º lugar no biribol, 2º lugar no badminton masculino (categoria até 20 anos).


Campeonato de surfe
Além das provas tradicionais, como o Ubatuba Pró Surfe (maior circuito municipal de Surfe do mundo), Ubatuba sediou importantes disputas, como a Etapa do Circuito Paulista de Surf Profissional 2019 – Onbongo Pro Contest Paulista de Surf, 23 e 24 de novembro, e a etapa final do CBSurf Pro Tour  – uma realização da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) , que aconteceu de 06 a 08 de dezembro.

O torneio já havia passados pelos estados do Ceará e Santa Catarina antes de chegar ao Litoral Norte..

Além disso, destaque para o surfe feminino, que vem ganhando espaço, inclusive com competições específicas para mulheres – como Brasileiro Feminino de Surfe (que este ano, ganhou mais um etapa) e Festival Surf Feminino do Sapê


Eventos de paraquedismo e arena radical
Eventos diferenciados também fizeram parte do calendário. O céu de Ubatuba ficou mais colorido, com iniciativas como o Boogie de Ubatuba e o Wingsuit Training Camp.

Já em junho, foi a vez da cidade sediar a “Arena Radical”, que trouxe atividades gratuitas, como com atividades radicais, como parede de escalada, tirolesa, pista de patinação, simulador de snowboard, slide, snowboard mecânico, trenzinho maria fumaça, eject-x, arena de sumô.

O projeto, criado pela Liga de Esportes Radicais, é realizado há mais de onze anos e chegou ao município por meio de convênio com o Governo do Estado.






Compartilhe e faça seu comentário