JDL anuncie

Caraguatatuba arrecada mais de 10 toneladas de arroz e feijão no Arena Cross 2019

Facebook Twitter

PMC

Caraguatatuba arrecada mais de 10 toneladas de arroz e feijão no Arena Cross 2019

Como já era esperado, a cidade de Caraguatatuba recebeu de braços abertos a segunda etapa do Arena Cross 2019. Em grande estilo, como é sua marca registrada, o evento teve lotação máxima no litoral Norte de São Paulo e mostrou porquê a cidade é apaixonada pelo motocross. Aproximadamente seis mil pessoas lotaram as arquibancadas especialmente montadas no estacionamento do Serramar Shopping.
Como sempre acontece, o destaque da noite ficou por conta da grande ação social que caminha junto com as disputas nas pistas. Isso porque em todos os eventos do Arena Cross, cada ingresso é trocado por dois quilos de arroz ou de feijão. Nesta segunda-feira (10/06), o Fundo Social de Solidariedade de Caraguatatuba receberá quase 10 toneladas de alimentos, que serão repassados de acordo com os critérios do município, para instituições cadastradas no sistema.
Para o prefeito, Aguilar Júnior, o retorno da competição ao município coloca a cidade na rota dos grandes eventos esportivos do Brasil. “Nossa cidade tem vocação para o turismo e se sente honrada por receber uma das maiores competições do país. Além de um verdadeiro show, também somos felicitados com a solidariedade do nosso povo, com a doação dos alimentos. Esperamos fazer parte do calendário oficial da competição todos os anos”, comentou.
Além das provas das categorias 50cc, 65cc, AX2 e PRO, quem veio ao evento acompanhou outro espetáculo de tirar o chapéu. A cereja do bolo ficou por conta do show de freestyle oferecido no intervalo entre as duas baterias da categoria PRO. Os pilotos, Fred Kyrillos, Marcelo Simões e Diego Dias levaram o público ao delírio com manobras de tirar o fôlego. O show de manobras faz parte do cronograma do Arena Cross desde a temporada 2017 e faz cada vez mais sucesso em cada cidade por onde passa.
Arena Cross:
O Arena Cross é o maior campeonato do motociclismo nacional de sua modalidade. Em seus 21 anos, ficou conhecido pela enorme estrutura que pode recebe cerca de 6 mil pessoas por etapa, com destaques para cenografia e acabamentos que fazem a diferença.
Soma-se a tudo isso o fato de ter grandes disputas nas pistas de até 450m, onde são disputadas as provas. O evento, organizado pela empresa Romagnolli Promoções e Eventos, conta com transmissão para as emissoras de canal por assinatura Bandsports, Band Internacional e pela internet no Canal oficial "Arena Cross Brasil" no Youtube e Facebook.
Resultados
Português vence as duas baterias da categoria PRO e assume a liderança do campeonato
Uma vitória portuguesa, com certeza! Assim foi a noite de gala da segunda etapa do Arena Cross Brasil 2019, que aconteceu na cidade de Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo. Com um show do lusitano Paulo Alberto #1 (Yamaha/Monster/Geração), o atual líder campeão da competição deu mostras de que entra em definitivo na disputa pelo troféu desse ano. A vitória nas duas baterias garantiu a liderança da competição e a consolidação do bom momento vivido.
Focado em tomar a ponta do campeonato, Paulo Alberto mostrou que a técnica anda acompanhada de perto com a sorte. Após uma primeira bateria perfeita em que dominou do começo ao fim, o português contou com duas falhas de seus adversários na segunda bateria para pular da terceira para a primeira colocação e faturar a emocionante disputa. Na somatória das disputas, Paulo Alberto saiu vitorioso, seguido de perto por Hector Assunção #30 (Honda Racing) e Jetro Salazar #20 (Honda Racing) na terceira colocação. Humberto Martin #101 (Circuit/Honda) acabou em quarto, seguido por Jean Ramos #10 (JMR/Destri/Geração).
Duelo 1x1
Na primeira disputa da noite, a equipe Honda Racing conseguiu colocar seus dois pilotos na disputa pelos pontos extra da competição. O Duelo 1x1 é disputado sempre pelos dois melhores tempos do treino classificatório e dessa vez, Jetro Salazar #20 e Hector Assunção #30 travaram um duelo de tirar o fôlego, vencido pelo equatoriano com tranquilidade somente após uma queda do brasileiro no final da disputa. Com o triunfo, Salazar faturou dois pontos enquanto Hector Assunção recebeu um ponto extra.
1ª Bateria PRO
Um verdadeiro show de pilotagem de tirar o chapéu. Sem tomar conhecimento dos adversários, o piloto português Paulo Alberto #1 (Yamaha/Monster/Geração) deu mostras de todo o seu talento desde a largada até o final da disputa. Sem ser ameaçado em nenhum momento, o lusitano deu uma volta em cima de quase todos os adversários, vencendo de maneira tranquila a primeira disputa da noite. A segunda colocação ficou com o brasileiro Hector Assunção #30 (Honda Racing), seguido por Jetro Salazar #20 (Honda Racing), na terceira colocação.
2ª Bateria PRO
De tirar o fôlego. Essa foi a definição da segunda bateria da categoria PRO, que começou dando mostras de que Jetro Salazar #20 (Honda Racing) e Hector Assunção #30 (Honda Racing) fariam uma dobradinha nas primeiras colocações. Uma queda de Salazar mudou o cenário e colocou Hector na primeira colocação. Sua vitória na bateria garantiria a vitória na noite, mas ao perder o controle e sair da pista, o português Paulo Alberto #1 (Yamaha/Monster/Geração) assumiu a ponta e garantiu a segunda vitória da noite, seguido por Hector e Salazar.
Confira a classificação do campeonato na categoria PRO (10 primeiros)
1º Paulo Alberto #1 – 72 (Yamaha/Monster/Geração)
2º Hector Assunção #30 – 68 (Honda Racing)
3º Jetro Salazar #20 – 64 (Honda Racing)
4º Jean Ramos #10 – 57 (JMR/Destri/Geração)
5º Humberto Martin #101 – 46 (Circuit/Honda)
6º Caio Lopes #134 – 37 (Rota K/Kawasaki)
7º Roosevelt Assunção #100 – 32 (Rota K/Kawasaki)
8º Adam Chatfield #407 – 21 (KTM Sacramento/IMS)
9º João Marcos #142 - 21 (Sem equipe)
10º Pedro Bueno #97 – 19 (Yamaha IMS)
AX2
A categoria que serve como vitrine para os jovens talentos do motocross nacional teve mais uma vitória do piloto Lucas Dunka #34, que disparou na liderança da competição após seu segundo triunfo. A vitória parecia ter dono. Pilotando muito bem, Fábio Santos #4 liderou a corrida até pouco mais da metade, quando sofreu uma queda e viu seu adversário o superar. Tranquilo, Dunka administrou a vantagem e faturou mais uma etapa. A segunda colocação ficou com Leonardo Souza #45, seguido por Fábio Santos no terceiro lugar.
Confira a classificação do campeonato na categoria AX2 (10 primeiros)
1º Lucas Dunka #34 – 40
2º Leonardo Souza #45 – 32
3º Fábio Santos #4 – 32
4º Leonardo Cassarotti #25 – 26  
5º Gabriel Andrigo #10 – 19
6º Reginaldo Ribeiro #416 – 18
7º Renan Goto #555 – 18
8º Matheus Klysman #43 – 17
9º Luiz Filipe #36 – 13
10º Frederico Spagnol #61 – 11
65cc
Sucesso nas disputas do Arena Cross, a categoria que mais revela talentos no motocross trouxe uma prova agradável de assistir e que acabou com mais uma convincente vitória do pequeno Bernardo Tibúrcio #03, que com o segundo triunfo na competição, se coloca como grande favorito ao título da categoria. A segunda colocação ficou com Bruno Leal #317 que seguiu de perto o líder da prova, mas não conseguiu superá-lo. A terceira colocação ficou com Kevin Andrade #11, seguido de perto por José Abrantes #800 e Lucas Pereira #717.  
Confira a classificação do campeonato na categoria 65cc (10 primeiros)
1º Bernardo Tibúrcio #03 – 40
2º Bruno Leal #317 – 34
3º Kevin Andrade #11 – 30
4º Felipe Maia #931 – 19
5º Matheus Lima #515 – 16
6º José Abrantes #800 – 13
7º João Torres #711 – 13
8º Luiz Tapari #158 – 12
9º Lucas Pereira #717 - 11
10º Francisco Emílio #06 - 10
50cc
A disputa mais charmosa do Arena Cross cumpriu com seu papel e arrancou suspiros do público presente. Com pequenos talentos nas motos, o show ficou por conta do piloto Mateus Henrique #05 que dominou a bateria de ponta a ponta e sagrou-se vencedor com certa tranquilidade. Esta foi sua segunda vitória em duas provas, o que o garante na liderança isolada da competição. Na segunda colocação, chegou o piloto Felipe Martini #413, seguido de perto pelo pequeno João de Aquino #25, que completou a lista com os três primeiros colocados.
Confira a classificação do campeonato na categoria 50cc (10 primeiros)
1º Mateus Henrique #05 – 40
2º Felipe Martini #413 – 30
3º Pablo Galdino #71 – 28
4º Nícolas Tapari #22 – 22
5º João de Aquino #25 - 19
6º Caio Groselli #38 – 17
7º João Vítor Pereira #28 – 17
8º Emanuel Destri #796 – 16
9º Bruno Palmieri #91 – 13
10º Pedro Dias #111 – 11
Jornal do Litoral
Alemazzoni

Compartilhe e faça seu comentário