JDL anuncie

Promotor denuncia quatro por envolvimento no massacre de Suzano

Facebook Twitter

Reprodução

Promotor denuncia quatro por envolvimento no massacre de Suzano

Homens participaram da venda de arma e munições utilizadas nos crimes

O promotor de Justiça Rafael Ribeiro do Val ofereceu, em 30 de maio, denúncia contra Cristiano Cardias de Souza, Adeilton Pereira dos Santos, Geraldo de Oliveira Santos e Marcio Germano Masson por participação no massacre ocorrido em março deste ano na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, quando Luiz Henrique de Castro e um adolescente de 17 anos causaram a morte de um empresário, cinco estudantes e duas funcionárias da escola, além de ferirem mais 11 pessoas. De acordo com a Promotoria, todos eles participaram das tratativas para venda de arma e munições usadas nos crimes.

Segundo a denúncia, Cristiano não só negociou diretamente a venda de munições, como também intermediou a compra da arma de fogo utilizada no crime, acompanhando e estando presente em negociações realizadas entre os autores do massacre e Geraldo, responsável pela venda da arma de fogo com numeração parcialmente suprimida. Já Marcio e Adeilton venderam aos atiradores as munições de arma de fogo calibre 38.

O promotor pediu ainda a decretação de prisão preventiva dos quatro denunciados, frisando que a medida é necessária para garantia da ordem pública, sobretudo "quando toda a sociedade trava uma batalha contra o aumento indiscriminado da violência, exigindo (...) uma resposta rápida e eficaz do Judiciário".

Caso a denúncia seja aceita pela Justiça nos termos propostos pelo MPSP, os quatro envolvidos responderão por tentativas de homicídio e homicídios consumados.
Exposição Jeannis
Alemazzoni

Compartilhe e faça seu comentário