Ilhabela integra o projeto “Das pistas pras ruas”

Facebook Twitter

Ilhabela integra o projeto “Das pistas pras ruas”

A Prefeitura de Ilhabela integra o projeto “Das pistas pras ruas”, como forma de atrair alunos acima de 14 anos para as ciências exatas.

Criado na Inglaterra há 17 anos com o intuito de atrair alunos para as ciências exatas o programa desafia estudantes de 9 a 19 anos a criarem empresas para competir em uma pista de corrida em miniatura, como em um campeonato, onde os jovens encontram desafios profissionais envolvidos em uma corrida de carros do início ao fim, desde a criação da escuderia até o enfrentamento nas pistas, utilizando diversos recursos tecnológicos.

No Brasil, o projeto ganhou uma outra conotação, a ideia sai do carro de corrida de F1 e vai para as ruas, no qual consiste em desenvolver o projeto social “Das Pistas Pras Ruas”, visando transformar e facilitar a vida das pessoas usam a bicicleta como meio de transporte, para o próprio bem ou de sua família.

O público alvo são alunos acima de 14 anos no qual eles precisam transformar uma bicicleta comum em uma elétrica, na qual se utiliza a tecnologia de material recuperável (bateria de computador reutilizada).

A campanha patrocinada pelo Rotary de Ilhabela demonstrará o impacto dessa transformação na vida de uma criança. Murilo Oliveira da Silva, aluno do 9º ano da E.M Eva Esperança Silva, foi escolhido como modelo e também esteve presente na reunião, acompanhado de sua tia Yara Araújo.

O efeito dessa mudança na vida dele servirá de exemplo para demonstrar a empresas, ONG’s ou grandes comércios, com o objetivo de arrecadar fundos para compra de materiais. O intuito é captar não somente recursos, mas também talentos e através das redes sociais e inspirar outras pessoas.

A secretária de Educação, Lídia Sarmento, exalta a importância da implementação de tecnologia na educação dos alunos. “Esse projeto me agradou muito, pois o município também está em busca de tecnologias, para ajudar na profissionalização desses jovens junto as escolas técnicas profissionalizantes, então esse projeto veio na hora certa”.

“Fiquei entusiasmada com isso, fui à escola conversei com a equipe escolar que também ficaram entusiasmados; estes conversaram com a família do aluno escolhido e receberam aprovação, ou seja, foi um movimento em cadeia maravilhoso. Espero que o Murilo, aluno piloto desse projeto, faça parte de um grupo maior e com seu desenvolvimento possa trazer muito sucesso para o município e para sua família”, completa a secretária.

Inicialmente pretende-se trabalhar com um grupo de 20 jovens que, posteriormente, serão multiplicadores para outros. Essa primeira fase de arrecadação (Etapa Protótipo) está prevista para ser realizada ainda em 2021.

A reunião de alinhamento do projeto teve a presença da secretária de Educação, Lídia Sarmento, a diretora da E.M Eva Esperança Silva, Vivian Alexandra de Oliveira, o coordenador pedagógico Alexandre Magri Baptista, o presidente do Rotary Clube Ilhabela, Leopoldo Pedalini Neto, o secretário executivo do Rotary Clube Ilhabela, Eduardo Borba de Araújo, e Waldemar Battaglia, representante do programa F1 in Schools (Fórmula 1 nas escolas).

Compartilhe e faça seu comentário